Botão Venda de Ingresso

Carrinho
Produtos

Icone Facebook Icone Youtube
Icone Whatsapp Icone Instagram

Maria Montessori e a estimulação sensorial

O método Montessoriano, criado pela Dra. Maria Montessori, é uma abordagem educacional centrada na criança, baseada em observações científicas de crianças desde o nascimento até a idade adulta. Para ela, liberdade e disciplina se equilibrariam, não sendo possível conquistar uma sem a outra.

O material criado por Montessori tem papel preponderante no seu trabalho educativo partindo do concreto (o material didático) para o pensamento abstrato. A criança literalmente vê e sente através do material didático preparado. O meio e o material têm como função, estimular e desenvolver na criança um impulso interior que se manifesta no trabalho espontâneo do intelecto.


É uma visão da criança como uma pessoa naturalmente desejosa pelo conhecimento e capaz de iniciar a aprendizagem. É uma abordagem que valoriza o espírito humano e o desenvolvimento de toda a criança: ísica, social, emocional, cognitiva.


Maria Montessori defendia que o caminho do intelecto passa pelas mãos, porque é por meio do movimento e do toque que os pequenos exploram e decodificam o mundo ao seu redor.
Ela acreditava também que todas as crianças precisam explorar, experimentar e receber feedback de suas ações e reações sobre tudo que realizam e vivenciam.
Para isso, utilizam os seus cinco sentidos para aprender através de experiências práticas. Ela afirma que os sentidos são a primeira porta de descoberta e conhecimento do mundo dos bebês e das crianças.

Estimulação Sensorial.

O estímulo sensorial não busca produzir crianças superdotadas, e sim despertar o desejo de aprender e ajudar nas dificuldades que podem vir a surgir. É uma espécie de terapia para o desenvolvimento infantil e ajuda a potencializar a descoberta do mundo através dos cinco sentidos.

A estimulação sensorial tem como objetivo direto o ensino dos diversos sentidos e, como objetivos indiretos, a preparação remota para a escrita e Matemática, o desenvolvimento da coordenação motora, da atenção, do equilíbrio, da memória, da criatividade etc.

As práticas desenvolvidas pela educadora têm como objetivo chamar a atenção de bebês e crianças para as características dos objetos, tais como tamanho, forma, cor, textura, peso, cheiro e barulho.

Em bebês é feita com estímulos controlados um por vez, e de maneira lenta para não os estressar. A ideia é que o bebê desfrute das atividades de uma maneira prazerosa e que enxergue como se fosse um jogo.
As sensações da criança são estimuladas, permitindo que ela processe, interiorize, assimile e desfrute seus sentidos.

- autoria de Carolina Julião / Play2grow